aprendizado e mercado

Aprendizado

O setor de tecnologia tem uma grande dinamicidade quanto aos principais assuntos de interesse da comunidade.

No estudo, notamos que a maior parte dos respondentes gostaria de aprender ou se aprofundar em assuntos destacados como tendências no mercado atual, principalmente no campo técnico, como Inteligência Artificial (49,7%), Análise de dados (45,6%) e Desenvolvimento Mobile (36,0%).

Já os conhecimentos complementares de mercado, como Business Inteligence(38,7%), Marketing (17,9%) e Técnicas de gerenciamento (28,1%) encontram-se bem distribuídos estatisticamente quanto à preferência dos respondentes, como mostram as porcentagens acima, revelando um moderado desejo dos profissionais em aprender sobre novas áreas.

 

 

Estudo

No estudo, concluímos que os principais meios de aprendizado utilizados pelos profissionais de tecnologia estão no âmbito digital, como Plataformas de cursos online (83,1%) e Blogs sobre tecnologia (71,4%), demonstrando que a tendência da aprendizagem é se tornar mais moderna.
Em relação ao motivo da utilização desses meios, os usuários estão mais interessados na flexibilidade (84,6%) e na facilidade de acesso (90,8%) ao aprendizado do que na credibilidade do meio utilizado (20,6%).
Analisando as horas investidas por estudantes e profissionais no seu aperfeiçoamento, vimos que os estudantes tendem a utilizar mais tempo com esse propósito (31,6%gasta mais de 20 horas semanais) enquanto o outro grupo não costuma investir tanto tempo (43,9% gasta entre 0 e 5horas).
Com base no estudo realizado, foi possível notar que há, para valores não muito elevados, uma homogeneidade entre as faixas de investimento analisadas. Isso mostra que boa parte dos estudantes e trabalhadores investe em cursos de tecnologia de forma bastante abrangente, desde os mais simples até os mais sofisticados.

Mercado

No tópico de mercado, serão apresentadas e discutidas as informações relativas à situação atual das empresas de tecnologia no Brasil. Aqui, serão analisados dados como área de atuação da empresa no mercado e as tendências de programação no país.Além disso, também será discutida a remuneração média dos respondentes empregados e a remuneração oferecida no primeiro emprego.

Áreas de atuação dos profissionais

Nessa parte do estudo, analisamos a área de atuação dos respondentes empregados do setor tech.

Um dado importante é que 41,3% dos profissionais atuam como Full-Stack. Os desenvolvedores que atuam nesse setor possuem uma maior gama de conhecimento e têm flexibilidade no trabalho. Por isso, como mostram os dados,esse segmento tem participação relevante no mercado.